Pesquisa científica encontra caramujo gigante africano em ao menos 29 bairros de Rio Branco

12 de julho de 2018
14:18
Administrador

 Uma pesquisa feita por um estudante de biologia da Universidade Federal do Acre (Ufac) detectou a presença de caramujo gigante africano em 29, de 36 bairros analisados em Rio Branco. O estudo foi reconhecido no congresso de iniciação científica e publicado em uma revista da área.

O estudante Marcos Silva está no 7ª período do curso e diz que a pesquisa iniciou em 2015 e terminou em 2016. Durante esse tempo, 900 animais foram coletados.

“Eu ia nos bairros com a espécime na mão e perguntava se o morador já tinha visto aquele animal na região. As pessoas diziam que sim, ia na casa e coletava esses animais, vivos e mortos”, explica.

O caramujo se reproduz durante todo o ano, mas, é na época da chuva que ele mais se multiplica. Por isso, é preciso ter atenção e bastante cuidado para não contrair doenças.

“É importante que as pessoas evitem ter contato direto com o animal, então deve usar luvas, de preferência, descartáveis. Com o auxílio das luvas, devem coletar esses animais que estejam próximos as suas casas, colocar dentro de um saco plástico, cavar uma cova rasa, forrar com cal, que vai evitar a poluição do solo, e depois despejar os animais e enterrar”, orienta o estudante. veja mais em G1ACRE