Moedas de R$ 1 viram alvo de falsificadores. Saiba identificar

04 de junho de 2018
10:56
Administrador

Em uma olhada rápida, não parece haver nada de errado. Todas elas têm as características das originais, mas basta mais atenção para descobrir que aquela moeda de R$ 1 ou R$ 0,50 recebida na padaria ou no supermercado é falsa. Certezas para isso? A qualidade do relevo do desenho da moeda metálica, tanto do numeral como da efígie da República [o rosto na moeda]. 

As dicas para não cair no conto da moeda falsa são de Alberto Martins, perito da Casa da Moeda, responsável por fabricar as moedas metálicas no Brasil.

"Se o desenho estiver pouco nítido ou a inscrição da era [ano gravado na moeda] pouco visível, é um grande indício de que a moeda é falsa", diz Alexandre Magalhães, superintendente de matrizes da Casa da Moeda.

Moedas de R$ 1 apreendidas pela Polícia Civil de São Paulo

Moedas de R$ 1 apreendidas pela Polícia Civil de São Paulo

Edu Garcia/R7

O perito da Polícia Federal especializado em falsificação de dinheiro Mauro Ramos lembra que, caso ainda existam dúvidas, existem outras formas de checar a autenticidade. "Em uma análise pericial, verificamos o peso e as dimensões, além de observá-la com uma lente de aumento para checar todos os detalhes do relevo", diz Ramos.

As moedas de R$ 1 fabricadas depois de 2002, por exemplo, pesam 7 gramas [veja quadro]. Outro ponto alertado por especialistas é de que moedas falsas normalmente não são atraídas por imãs — em muitos casos, ficam enferrujadas. "A moeda original não enferruja", destaca Martins, da Casa da Moeda.

fonte: noticias r7