Lula recebe visita dos filhos pela primeira vez desde que foi preso

12 de abril de 2018
22:36
Administrador
Os parentes e um dos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o visitaram pela primeira vez nesta quinta-feira (12). O  petista está preso desde o último sábado (7) na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.
Os visitantes de Lula chegaram por volta das 10h (horário local) em dois carros e permaneceram no local durante quase três horas. Entre as pessoas estavam os filhos Fábio Luís, Luís Claudio e Lurian, o neto Thiago e o advogado de defesa Cristiano Zanin Martins.


O encontro ocorreu na sala reservada ao petista na cobertura do prédio da PF. A visita acontece em dia diferente dos demais presos, que recebem familiares somente de quarta-feira.
Do lado de fora, grupos que permanecem em vigília pedindo a libertação do ex-presidente fizeram debates e receberam parlamentares do PT, entre os quais os deputados Carlos Zarattini (SP) e Henrique Fontana (RS). Ainda para hoje está prevista a realização de um ato com a participação da presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PR).
Diligência
Uma comitiva formada principalmente por senadores do PT devem ir a Curitiba na próxima semana para vistoriar a cela da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba onde está o ex-presidente. A formação de uma diligência para “verificar as condições de encarceramento” foi aprovada na quarta-feira (11) pela Comissão de Direitos Humanos do Senado.
Presidido pela senadora Regina Sousa (PT-PI), que fará parte da comitiva, o colegiado tomou a decisão um dia após a Justiça negar a visita de nove governadores e senadores.
Farão parte da comitiva as senadoras Ângela Portela (PDT-RR), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Fa tima Bezerra (PT-RN), Lindbergh Farias (PT-RJ), Telma rio Mota (PDT-RR), Paulo Paim (PT-RS), Jorge Viana (PT-AC) e Paulo Rocha (PT-PA), além de Vanessa Graziotin (PCdoB-AM), autora do requerimento.
Na terça-feira (10), governadores do Nordeste e dois senadores tiveram o pedido de visita ao ex-presidente Lula negado pela Justiça . A juíza federal substituta Carolina Moura Lebbos alegou não haver “fundamento para a flexibilização do regime geral de visitas” na carceragem. Nesta manhã, a Polícia Federal divulgou uma nota dizendo que o petista recebe os mesmos benefícios dos demais presos na sede da corporação no Paraná.